A de amor, B de

Muito antes de uma ex-atriz pornô cantar A de amor e B de baixinho o alfabeto e a pornografia já estavam transando. Culpem — ou agradeçam — os romanos, gregos e toda aquela putaria socialmente aceita, ou o Kama Sutra e a facilidade em transformar qualquer posição sexual em uma letra, mas não se sabe muito bem de onde essa obsessão tipográfica surgiu de fato.

A França, claro, foi uma das pioneiras no abc do amour. O alfabeto foi criado por Joseph Apoux no fim do século XIX, época em que o país estava bem acostumado à ver imagens sexuais estampando exposições de arte. Não que isso tenha mudado em alguns séculos.

Para a nossa felicidade (e procrastinação), já criaram até um ‘Erotic Alphabet Image Generator‘.

alfabeto-erotico-frances-mojitos

Quer mais uma prova de que os comunistas transam melhor? Esse alfabeto erótico foi criado em 1931 por  Sergei Merkurov, artista conhecido por suas grandiosas esculturas de Stalin — as 3 maiores da URSS foram feitas por ele. As ilustrações foram criadas como uma forma de propaganda para rebater as piadas que diziam que “não existe sexo na URSS”.

alfabeto-erotico-sovietico erotic-alphabet-soviet

Pena que hoje em dia boa parte das letras teria sido classificada como apologia à homossexualidade — essa droga que mata tantas pessoas diariamente, sabe? — e retirada do alfabeto. Dá pra ver todas as letras aqui.

No mesmo ano, Salvador Dalí também deu sua contribuição. Gala foi sua esposa e musa por muitos anos. Paul era seu amigo, que também já foi casado com Gala. Ah, os artistas.

Dali-erotic-alphabet

Algumas décadas depois, a designer francesa Malika Favre se inspirou em tudo isso e mostrou sua visão moderninha do alfabeto erótico. Um deles foi lançado em um livro pela Penguin, e a versão lésbica — bem menos erótica que a original, infelizmente — foi encomendada pela revista Wallpaper. Malika já é reconhecida pela inspiração sexual de suas ilustrações e por trabalhar muito bem o branco/negativo em seus vetores. Dá pra gastar um bom tempo em seu site, cheio de gifs e animações divertidas.

malika-favre-alfabeto-erotico

letters-2

O designer/editor/curador/pesquisador holandês Max Bruinsma publicou aqui algumas imagens do livro Sex Appeal: the Art of Allure in Graphic and Advertising Design do Steven Heller, pra quem se interessar pelo tema.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s